W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Rio de Janeiro

10.1 km (6.3 miles) SE of Marrecas, Rio de Janeiro, Brazil
Approx. altitude: 4 m (13 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 22°N 139°E

Accuracy: 5 m (16 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão para o Norte. #3: Visão para o Sul. #4: Visão para o Leste. #5: Visão para o Oeste. #6: GPS sobre o ponto de confluência. #7: Pitanga selvagem rasteira na areia. #8: Os caçadores de confluências: Haroldo, Tolentino e Junior. #9: Bromélias nativas perto do ponto de confluência.

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  22°S 41°W (visit #2)  

#1: Visão geral da área do ponto de confluência.

(visited by Ricardo J. V. Tolentino)

English

30-Jan-2007 -- Eu Ricardo Tolentino e minha esposa Renata somos professores da Universidade FUMEC de Belo Horizonte/MG e gostamos muito de fazer expedições.

Viajamos no dia 27/01/2007 de Belo Horizonte/MG para Macaé/RJ, onde assistimos ao casamento de minha sobrinha Andréa. Estando por lá aproveitamos a ocasião para conquistarmos nossa segunda Confluência, sendo que a primeira foi em 13/04/2006 21ºS 47ºW.

Consultamos mapas da região e o Google Earth, onde capturamos coordenadas nas proximidades da Confluência para facilitar um melhor acesso à região do ponto. No dia 30/01/2007 eu, meu sobrinho José Ricardo Braga Soares Junior (técnico de produção de petróleo) e nosso amigo Haroldo Pereira da Silva Porto Junior (geógrafo e explorador) partimos às 9:00 h da manhã para a conquista da Confluência 22º S e 41º W, que fica na região da Praia do Farol de São Tomé, município de Campos dos Goitacases/RJ. Dessa vez minha esposa Renata não nos acompanhou por estar grávida.

O ponto da Confluência estava a 90 km em linha reta a partir de Macaé e depois da conquista verificamos que foram rodados 119 km por estradas.
Passamos pelas cidades de Carapebus, Quissamã (com suas exuberantes fazendas seculares da época do ciclo da cana-de-açúcar), Barra do Furado, onde atravessamos por sobre uma barragem construída pelo extinto DNOS (Departamento Nacional de Obras de Saneamento) localizada no Canal da Flecha (que escoa para o mar as águas da “Lagoa Feia”, a segunda maior do Brasil) e finalmente às 11:30 h chegamos na Praia do Farol de São Tomé, que tem esse nome devido à presença de um antigo e belo farol vermelho. Uma coisa curiosa nessa praia é que existe uma associação de pescadores cujos barcos não têm porto para atracar e descarregar seus pescados, e por isso, os barcos são puxados areia a dentro por tratores.

Paramos o nosso jipe numa trilha de areia distante cerca de 800 m do ponto da Confluência, onde iniciamos a caminhada numa região de vegetação de restinga (muita areia branca com presença de cacto, bromélias pelo chão, pitangueiras, plantas espinhentas, etc.). Infelizmente, apesar de a região ser muito bonita, o local nas proximidades do ponto estava muito sujo, com a presença de patches, sacos de supermercados e outros detritos plásticos.

Não tivemos dificuldades para encontrar o ponto, pois graças a Deus, estava posicionado numa pequena clareira e não dentro da vegetação fechada cheia de espinhos.

English

30-Jan-2007 -- We traveled from Belo Horizonte to Macaé for the wedding of our nice Andréa. We took the opportunity to visit our second confluence.

We reviewed maps of the region as well as Google Earth where we marked our best points of access to the point. On January 30th, my nephew Jose Ricardo Braga Soares Junior and our friend Haroldo Pereira da Silva Port Junior started our trip at 9:00 am.

The point is at 90 km in a straight line from Macaé, after the visit we read 119 km on our odometer. At 11:30 we arrived into Praia do Farol de São Tomé. We stopped our jeep on a dirt road at 800 m from the point and started to walk on a scarcely vegetated area. Sadly plastic bags and other plastic waste mar the beauty of the place.

We had no problems finding the spot, thanks God it is placed on a clear area in the middle of thorny vegetation.


 All pictures
#1: Visão geral da área do ponto de confluência.
#2: Visão para o Norte.
#3: Visão para o Sul.
#4: Visão para o Leste.
#5: Visão para o Oeste.
#6: GPS sobre o ponto de confluência.
#7: Pitanga selvagem rasteira na areia.
#8: Os caçadores de confluências: Haroldo, Tolentino e Junior.
#9: Bromélias nativas perto do ponto de confluência.
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)
  Notes
Just about 1.4 km inland from the coastline of the Cabo de São Tomé.