W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : São Paulo

6.9 km (4.3 miles) E of Maia, São Paulo, Brazil
Approx. altitude: 345 m (1131 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 22°N 128°E

Accuracy: 57 m (187 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão oeste - west view #3: Visão norte - north view #4: Visão leste - east view #5: Visão sul - south view #6: GPS #7: O asfalto passa a 138 metros do ponto - asphalt 138 meters close to the point

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  22°S 52°W (visit #2)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

26-Nov-2011 -- Três meses após a última visita a uma confluência, parti para uma nova viagem na sexta-feira, 25 de novembro de 2011, rumo a oeste. Às 18 horas, peguei um ônibus em Poços de Caldas, Minas Gerais, e fui para Campinas, São Paulo, onde cheguei às 21 horas. Uma hora e dez minutos depois, peguei outro ônibus, em direção à cidade de Presidente Prudente, aonde cheguei às 5h30min do sábado. Embora ambas as cidades fiquem em São Paulo, Campinas fica no nordeste do estado, na divisa com Minas Gerais, e Presidente Prudente fica no extremo oeste, na divisa com o Mato Grosso do Sul.

Assim que cheguei a Presidente Prudente, peguei um táxi e fui até a agência de aluguel de carros. Peguei um carro e segui viagem, em direção à primeira confluência do dia, localizada entre as cidades de Presidente Vensceslau e Marabá Paulista, não muito distante de Presidente Prudente.

Nesta região do Brasil, é possível perceber que o dia amanhece um pouco depois que em Minas Gerais, por estar muito mais a oeste. Além disso, estamos no horário de verão no Brasil. Esses dois fatos, juntos, fizeram com que uma boa parte da viagem fosse feita ainda no escuro. Quando amanheceu, por volta de 6h30min, eu já estava há algum tempo na estrada, me aproximando do ponto.

A partir de Presidente Prudente, segui a rodovia Raposo Tavares até a cidade de Presidente Venceslau, onde peguei uma estrada asfaltada à esquerda e segui mais alguns quilômetros. A confluência 22S 52W pode ser extremamente fácil ou extremamente difícil, dependendo da época do ano. Ela é fácil porque fica a apenas 138 metros do asfalto. No entanto, dependendo da altura do canavial onde ela se encontra, o trecho final pode ser muito difícil. Pela minha experiência em visitas anteriores, em alguns casos o canavial pode estar tão alto que se torna impenetrável.

No presente caso, para minha sorte, o canavial não estava tão alto assim, estava a cerca de 1,5 metro de altura, e foi possível entrar nele. Não foi, no entanto, uma tarefa fácil. O canavial estava encharcado, pelo fato do dia estar amanhecendo, e o solo estava muito molhado. Com alguma dificuldade, caminhei mais alguns metros dentro do canavial até chegar a 55 metros do ponto exato.

Após a visita, peguei o caminho de volta em direção a Presidente Venceslau, onde eu pegaria novamente a rodovia Raposo Tavares e seguiria em direção ao estado do Mato Grosso do Sul. Esta narrativa continua na visita à confluência 21S 52W.

English

26-Nov-2011 -- Three months after my last confluence visit, I made a new trip in Friday 11/25/2011, in west direction. At 18:00, I caught a bus in Poços de Caldas, Minas Gerais, and went to Campinas, São Paulo, where I arrived at 21:00. One hour and ten minutes later, I caught other bus, to Presidente Prudente, where I arrived at 5:30 of Saturday. Although both cities lays in São Paulo state, Campinas is located on northeast region, near the border with Minas Gerais, and Presidente Prudente is located in far west, near the border with Mato Grosso do Sul.

When I arrived in Presidente Prudente, I caught a cab and went up to the car rental agency. Then, I caught a car and followed my trip, to the first confluence of the day, located between Presidente Venceslau and Marabá Paulista cities, not too far of Presidente Prudente.

In this region of Brazil, it’s possible to realize that the sunrise is a bit later than in Minas Gerais, due to it lays more western. Beside of this, we are in day-saving time in Brazil. Due to these two facts, some initial kilometers of the trip was done in dark. At the sunrise, at about 6:30, I was in the road, going to the confluence point.

From Presidente Prudente, I followed the Raposo Tavares highway up to Presidente Venceslau city, where I turned left in another paved road, and followed more some kilometers. The 22S 52W confluence can be extremely easy or extremely hard, and it depends on the period of year. It is easy because is located only 138 meters close to the asphalt. Otherwise, if the sugar cane were very tall, the final leg can be very hard. According to my previous experience in confluence visits, in some cases the sugar cane plantation can be so tall that it is impenetrable.

In current case, for my good luck, the sugar cane wasn’t so tall, it was about 1.5 meters high, and then it was possible to go inside it. It wasn’t, otherwise, an easy task. The sugar cane was too wet, due to the day has just starting, and the floor was very wet too. With some hardness, I hiked some meters inside the sugar cane plantation up to 55 meters close to the exact point.

After visiting the point, I turned back and followed the same way up to Presidente Venceslau, where I followed the Raposo Tavares highway in direction to the Mato Grosso do Sul state. This narrative continues on 21S 52W visit.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão oeste - west view
#3: Visão norte - north view
#4: Visão leste - east view
#5: Visão sul - south view
#6: GPS
#7: O asfalto passa a 138 metros do ponto - asphalt 138 meters close to the point
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)