W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : São Paulo

2.5 km (1.6 miles) SW of Rosália, São Paulo, Brazil
Approx. altitude: 477 m (1564 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 22°N 130°E

Accuracy: 5 m (16 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão oeste - west view #3: Visão norte - north view #4: Visão leste - east view #5: Visão sul - south view #6: GPS #7: onfluência 1320 metros adiante - confluence 1320 meters ahead #8: Confluência 1130 metros adiante - confluence 1130 meters ahead #9: Confluência 790 metros adiante - confluence 790 meters ahead #10: Confluência 189 metros adiante - confluence 189 meters ahead

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  22°S 50°W (visit #2)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

16-Apr-2011 --

Esta é a terceira confluência que visitei em um único dia (pela primeira vez, eu realizo três visitas em um dia só). Esta narrativa é uma continuação da narrativa da confluência 23S50W.

Após a visita anterior, nas proximidades da cidade de Cambará, no Paraná, segui viagem em direção ao estado de São Paulo. Atravessei a ponte sobre o rio Paranapanema, divisa entre os dois estados, e logo em seguida parei para almoçar, próximo à cidade de Ourinhos. Antes da passagem pela divisa interestadual, paguei R$ 11,30 de pedágio. Embora nesta viagem o número de pedágios pagos tenha sido pequeno (apenas três), este foi o pedágio mais caro que já paguei.

Após o almoço, segui viagem, pela BR-153 (rodovia Transbrasiliana), em direção à cidade de Marília, a mais próxima da confluência. Um fato marcante da rodovia entre Ourinhos e Marília é a existência de uma reta com 48 quilômetros de comprimento.

Após passar por Marília, segui até o povoado de Rosália. A partir de Rosália, há duas estradas de terra perpendiculares, que dão acesso ao ponto exato. A primeira delas passa a 1.030 metros do ponto. A segunda passa a 1.320 metros, mas pela foto de satélite me pareceu que era a melhor opção, em virtude da presença do que parecia ser uma trilha, indo praticamente na direção exata do ponto. Decidi optar por esta última alternativa.

Parei o carro, conforme previsto, a 1.320 metros da confluência, e o que parecia ser uma trilha, pela foto de satélite, era realmente uma trilha de trator, que seguia margeando uma cerca. Se o meu carro tivesse tração nas quatro rodas, seria possível seguir este caminho dirigindo.

A caminhada foi tranqüila, sempre margeando a cerca, até chegar a 189 metros do ponto exato. A partir daí, entrei em uma área que havia acabado de ser plantada, com a terra fofa, e consegui zerar o GPS.

Após a visita, fiz o caminho de volta até Marília, e pelo horário vi que ainda era possível tentar visitar a quarta confluência do dia. A ideia era fechar o retângulo formado pelo cruzamento dos paralelos 22 e 23 sul, e pelos meridianos 50 e 51 oeste. Para completar o retângulo, o vértice que ainda faltava era o da confluência 22S51W, localizado próximo à cidade de Martinópolis, no estado de São Paulo.

Após passar por Marília, passei pelas cidades de Oscar Bressane e Lutércia. Ao chegar ao trevo de acesso à cidade de Borá, decidi fazer um desvio de 13 quilômetros (e mais 13 de volta), e conhecer essa cidade. O motivo é que ela tem a interessante característica de ser a cidade menos populosa do Brasil, com apenas 805 habitantes.

Após a visita a Borá, passei pelas cidades de Paraguaçu Paulista, Quatá, João Ramalho, Rancharia e finalmente Martinópolis. Chegando lá, no entanto, percebi que não ia dar tempo de fazer a quarta visita do dia. Já eram 17h30min, e eu ainda estava a mais de 20 quilômetros em linha reta do ponto. Pelos meus cálculos, eu ainda iria ter que enfrentar cerca de 30 quilômetros de estrada, parar o carro, e ainda fazer uma caminhada de cerca de um quilômetro, por um terreno que não parecia ser fácil. Nesta época do ano, pouco depois das 18 horas já não havia luz suficiente para tirar fotos de qualidade.

Após decidir por não tentar essa nova visita, segui viagem de volta para Londrina. A noite caiu aproximadamente quando eu estava na divisa interestadual, voltando para o Paraná. Passei ainda pelas cidades de Porecatu, Florestópolis, Prado Ferreira e Cambé, e enfrentei um engarrafamento na entrada de Londrina. Cheguei à cidade por volta de 20h30min, devolvi o carro, jantei e peguei o ônibus de volta para Campinas às 23 horas.

Às 7h30min do dia seguinte, domingo, cheguei a Campinas. Às 8h20min peguei o outro ônibus, em direção a Poços de Caldas, e cheguei às 11h20min.

English

16-Apr-2011 --

This was the third visited confluence in only one day (this was the first time that I did it). This narrative continues from 23S50W one.

After the previous visit, near Cambará city, in Paraná state, I followed the trip toward São Paulo state. I crossed the bridge over Paranapanema river, the interstate border, and soon I stopped to have lunch, near Ourinhos city. Before crossing the interstate border, I paid an R$ 11.30 (US$ 7.20) toll. Although in this trip I had paid a few tolls (only three), this was the most expensive toll that I had already paid.

After the lunch, I followed by BR-153 highway up to Marília city, the nearest city to the confluence. A remarkable fact about this highway between Ourinhos and Marília is the existence of straight with 48 kilometers.

After passing by Marília, I went up to Rosália village. From Rosália, there are two perpendicular dirt roads, and the confluence is accessible by both. The first one passes 1.030 meters close to the exact point, and the second passes 1.320 meters close to it, but this one looks the best option, due to, according to satellite photos, apparently there is a track going almost up to the exact point. Then, I chose this last option.

I stopped the car, as planned, 1.320 meters close to the confluence, and what looks like a track, in satellite photo, really was a tractor track, that followed beside a fence. If my car were a four wheel drive one, it would be possible go ahead with it.

The walking was calm, always beside a fence, up to 189 meters close to the exact point. Then, I got in an area that had just been planted, with soft soil, and got all GPS zeroes.

After visiting the point, I went back to Marília, and I thought that it was early enough to visit the fourth confluence of the day. My idea was to enclose the rectangle made by crossing 22 and 23 south parallels and 50 and 51 west meridians. In order to complete the rectangle, the last vertex was 22S51W confluence, located near Martinópolis city, in São Paulo state.

After passing by Marília, I passed by Oscar Bressane and Lutércia cities. When arriving at access road to Borá city, I decided to make a detour of 13 kilometers (and other 13 to came back) and visit this city. The reason was that this city has an interesting feature: it is the less populated city of Brasil, with only 805 inhabitants.

After visiting Borá, I passed by Paraguaçu Paulista, Quatá, João Ramalho, Rancharia cities and, finally, Martinópolis city. However, arriving there, I perceived that it would be impossible to visit the point before sunset. It was 17:30 and I was more than 20 kilometers beeline to the confluence. According to my calculations, it will be necessary to drive by at least 30 kilometers, to stop the car, and then to hike for about one kilometer, in a terrain that didn’t looks like an easy one. In this time of the year, shortly after 18:00 there isn’t enough light to take photos with quality.

After giving up the new visit, I followed the travel back to Londrina. The night felt approximately when I was crossing the interstate border, entering again in Paraná state. I passed by Porecatu, Florestópolis, Prado Ferreira and Cambé cities and faced a traffic jam when entering in Londrina. I arrived about 20:30, delivered the rented car, had dinner and caught the bus back to Campinas at 23:00.

At 7:30 of following day, Sunday, I arrived at Campinas. At 8:20, I caught the other bus, to Poços de Caldas, and arrived at 11:20.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão oeste - west view
#3: Visão norte - north view
#4: Visão leste - east view
#5: Visão sul - south view
#6: GPS
#7: onfluência 1320 metros adiante - confluence 1320 meters ahead
#8: Confluência 1130 metros adiante - confluence 1130 meters ahead
#9: Confluência 790 metros adiante - confluence 790 meters ahead
#10: Confluência 189 metros adiante - confluence 189 meters ahead
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)