W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Bahia

5.8 km (3.6 miles) WSW of Utinga, Bahia, Brazil
Approx. altitude: 403 m (1322 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 11°N 137°E

Accuracy: 5 m (16 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visadas Leste e Oeste. East and West view #3: GPS #4: Conquistadores. Hunters #5: Povoado Lagoa Itaparica. Lagoa Itaparica town #6: Plantação de Carnaúba (Copernicia prunifera).  Carnaúba plantation #7: Acesso a confluência. Access to CP #8: Another view to the access to CP #9: Habitação típica da região. Typical home of the area #10: Fim dos trabalhos. End of the day

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  11°S 43°W  

#1: Visada Norte. North view

(visited by Jair Sampaio Soares Jr, Danilo Knop and Cláudio Lima)

English

16-set-2012 -- Conquistamos a confluência 11S 43W no domingo, dia 16 de setembro de 2012 às 16 horas e 33 minutos.

Após uma boa noite de sono em uma pousada na cidade de Xique-xique e um ótimo café da manhã, saímos às 9 horas da manhã a procura da confluência 11S 43W, segunda conquista desta expedição. Inicialmente optamos por seguir em direção a Lagoa Itaparica que fica situada entre os municípios de Xique-Xique e Gentio do Ouro. A Lagoa Itaparica é conhecida por suas belezas naturais, pela sua biodiversidade e pela presença constante dos carnaubais e plantas aquáticas como a vitória-régia. Além da bela paisagem, a lagoa abriga espécies de peixes como dourado e surubim e atrai pescadores de diversas localidades.

Céu azul e motos na estrada, seguimos por aproximadamente 20 km sentido sul por rodovia asfaltada e depois acessamos uma estrada vicinal a direita (SW) até chegar a um povoado que fica às margens da Lagoa Itaparica. Assim que chegamos, tomamos conhecimento que o acesso à confluência estava interditado por causa do alagamento provocado pelas chuvas que haviam ocorrido nos últimos dias. Como não havia maneira de cruzar a lagoa, decidimos retornar para o município de Xique-xique onde abastecemos as motos, fizemos um lanche e consultamos os moradores locais sobre o caminho alternativo para acessar a confluência 11 S 43W.

Novo roteiro traçado, seguimos em direção ao Parque Aquático Ponta das Pedras e pegamos a uma estrada de areia em direção ao distrito de Utinga. Chegando em Utinga, fizemos um lanche e seguimos em direção a conquista da confluência, que fica a menos de cinco quilômetros da margem do Rio São Francisco (“Velho Chico”).

A região no entorno desta confluência fica as margens do “Velho Chico”, maior rio do nordeste brasileiro com 2.830 km e um dos mais importantes cursos d'água do país e de toda a América do Sul. Este rio atravessa regiões com condições naturais das mais diversas, possui mais de 1.570 km navegáveis e tem cinco usinas hidroelétricas.

O acesso a confluência 11 S 43W é difícil para motocicletas comuns por causa do terreno arenoso, entretanto pode ser feito por veículos com suspensão elevada e preferencialmente com tração 4x4. Não há necessidade de roupas ou de equipamentos especiais. Devido ao clima árido da região, recomendamos levar água e protetor solar.

Após registrar a conquista com fotos, retornamos para cidade de Xique-xique para pernoitar e no dia seguinte realizar a investida na terceira confluência desta expedição 11S 42W e retornar pra casa.

English

16-Sep-2012 -- We conquered the confluence 11S 43W on Sunday, 16 September 2012 at 4:33 pm.

After a good night's sleep in an inn in the city of Xique-Xique and a great breakfast, we left at 9:00 in the morning looking for the confluence 11S 43W, second conquest of this expedition. Initially we chose to follow toward the lagoon Itaparica which is situated between the municipalities of Xique-Xique and Gentio do Ouro. Itaparica Lagoon is known for its natural beauty, for its biodiversity and the constant presence of carnaubais and aquatic plants such as Victoria regia. Besides the beautiful landscape, the lagoon is home to species of fish such as goldfish and surubim that attracts many fishermen from many places.

Blue sky and motorbikes on the road, we proceeded for approximately 20 km South by a paved road and then we accessed a service road on the right (SW) until we reached a small village that lies on the banks of the lagoon Itaparica. As soon as we arrived, we realized that access to confluence was banned because of flooding caused by the rains that had occurred in recent days. As there was no way to cross the pond, we decided to return to the city of Xique-xique where we catered the bikes, had a snack and consulted with local residents about an alternate path for accessing the confluence 11S 43W.

New script tracing, we followed towards the water park Ponta das Pedras and we got a sandy road toward the District of Utinga. Arriving in Utinga, we had a snack and we proceeded toward the conquest of the confluence, which is less than five miles from the edge of the São Francisco River ("Velho Chico").

The region around this confluence is the banks of "Velho Chico", longest river in northeastern Brazil with 2,830 miles and one of the most important water courses in the country and the whole of South America. This river flows through regions with natural conditions of the most diverse, has more than 1,570 km navigable and has five hydroelectric plants.

Access to the confluence 11S 43W is difficult for common motorcycles because of the sandy terrain, however can be done by vehicles with high suspension and preferably with traction 4 x 4. There is no need for special equipment or clothing. Due to the arid climate of the region, we recommend taking water and sunscreen.

After registering the conquest with pictures, we returned to the city of Xique-Xique to stay overnight and the next day made the onslaught to the third confluence of this expedition 11S 42W and to return home.


 All pictures
#1: Visada Norte. North view
#2: Visadas Leste e Oeste. East and West view
#3: GPS
#4: Conquistadores. Hunters
#5: Povoado Lagoa Itaparica. Lagoa Itaparica town
#6: Plantação de Carnaúba (Copernicia prunifera). Carnaúba plantation
#7: Acesso a confluência. Access to CP
#8: Another view to the access to CP
#9: Habitação típica da região. Typical home of the area
#10: Fim dos trabalhos. End of the day
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)