W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Pernambuco

4.1 km (2.5 miles) WNW of Camarajibe, Pernambuco, Brazil
Approx. altitude: 109 m (357 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 8°N 145°E

Accuracy: 59 m (193 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão oeste - west view #3: Visão norte - north view #4: Visão leste - east view #5: Visão sul - south view #6: GPS #7: Estrada de terra e portaria do lixão - dirt road and garbage area entrance #8: Confluência 57 metros adiante - confluence 57 meters ahead #9: Barracos nos arredores do lixão e da confluência - tents in the sorrounding of garbage area and confluence

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  8°S 35°W (visit #2)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

14-Jan-2012 -- De férias com a família no Recife, Pernambuco. No dia 10 de janeiro pegamos um avião em Belo Horizonte, com destino a Recife, onde ficaria por 10 dias, e aproveitaria para visitar algumas confluências.

A confluência mais próxima do Recife é a 8S 35W, e trata-se de uma confluência bastante fácil, localizada na cidade de Camaragibe, vizinha à capital.

No dia 11 de janeiro, após passar a manhã na praia de Maria Farinha, próxima ao local onde estávamos hospedados, aproveitei o restante da tarde para tentar realizar a visita. No entanto, uma série de fatores impediram que eu conseguisse. Peguei um engarrafamento no caminho, peguei uma chuva forte, e quando cheguei próximo ao local já estava escuro. Nesta região do Brasil escurece muito cedo (o meridiano 35W é o mais a leste de todo o Brasil continental, embora tenha o mesmo fuso horário que a capital do país, Brasília, localizada no meridiano 48W, 13 graus a oeste), e bem antes das 18 horas já não havia luz suficiente para registrar a visita.

No dia seguinte, 12 de janeiro, viajamos para Natal, no estado do Rio Grande do Norte, 300 quilômetros ao norte do Recife, para passar dois dias por lá. Eu tinha planos de visitar a confluência 6S 36W, mas achei muito distante de Natal (por volta de 130 quilômetros), e a visita consumiria muito tempo da nossa curta estada naquela cidade. No dia seguinte, 13 de janeiro, voltamos para Recife.

Finalmente, no dia 14 de janeiro, acordei cedo e fui direto para a confluência 8S35W. Atravessamos as cidades de Recife e de Camaragibe, entramos em um bairro simples e pegamos um pequeno trecho em estrada de terra até a entrada de um lixão, que fica próximo à confluência. A estrada de terra passa a apenas 116 metros do ponto exato.

A primeira tentativa de acesso à confluência foi entrar na área cercada do lixão, e seguir por uma estradinha de terra em uma de suas margens. No entanto, fui abordado por um vigia que me impediu de entrar, principalmente depois que eu disse que queria apenas tirar algumas fotos. Geralmente as Prefeituras não gostam que sejam tiradas fotos de lixões.

Segui mais alguns metros de carro, passei por algumas barracas de madeira e lona e entrei no mato, tentando me aproximar do ponto. Com alguma dificuldade, cheguei até 57 metros do ponto exato. Para seguir em frente eu teria de atravessar uma cerca de arame farpado, que aparentemente daria acesso ao lixão, e por isso resolvi não prosseguir. Estar a menos de 100 metros do ponto exato já era suficiente para registrar a visita.

Na volta, passei ao lado das barracas, sob o olhar desconfiado dos moradores. Geralmente, essas barracas montadas ao lado de lixões indicam pessoas que vivem da procura de objetos com algum valor no lixão, uma vida muito difícil. Mas, aparentemente, não era o caso. Os moradores tinham alguns cavalos ao lado dos barracos e havia até um fusca na frente de um deles. Talvez eles antes vivessem do lixão, mas agora conseguiram outras formas menos difíceis de ganhar a vida (ou talvez a Prefeitura em algum momento tenha proibido a entrada no lixão).

Ainda que o local exato da confluência seja de fato um local feio (o lixão e as barracas), as imediações não são tão ruins assim, como fez questão de dramatizar e ressaltar insistentemente o visitante anterior, que em sua narrativa só falou de regiões extremamente pobres, medo de ser assaltado e assaltos e assassinatos em ônibus. Ao contrário dele, minhas impressões das cidades de Recife, Camaragibe e mesmo do bairro próximo à confluência foram extremamente tranquilas, muito diferente daquelas por ele vivenciada e exposta na narrativa.

Após a visita, passamos o restante do dia em Recife e no centro histórico de Olinda. Esta narrativa continua na visita à confluência 7S 35W.

English

14-Jan-2012 -- On vacations with the family in Recife city, capital of Pernambuco state, northeast of Brazil. At January 10th, we flew from Belo Horizonte city to Recife, where I would stay 10 days, and would visit some confluences.

The nearest confluence of Recife is 8S 35W, and it is a very easy confluence, located at Camaragibe city, neighborhoods of the capital.

At January 11th, after spending the morning at Maria Farinha beach, close to the local where we were hosted, I used the remaining hours of the day to try the visit. However, some problems avoided it. I caught a traffic jam, a thunderstorm and when I arrived near to the place it was dark. In this region of Brazil it darks very early (the 35W meridian is the more eastern of continental Brazil, although it has the same time zone of Brasília, capital of the country, located at 48W meridian, 13 degrees to west) and much before 18:00 it hasn’t enough light to record the visit.

In the next day, January 12th, we traveled to Natal city, in Rio Grande do Norte state, 300 kilometers to north, in order to spend two days there. I had planned to visit the confluence 6S 36W, but I realized that it is too far of Natal (about 130 kilometers), and the visit would spend much time of our quick host at that city. In the following day, January 13th, we turned back to Recife.

Finally, at 14 January, I woke up early and went straight to the confluence 8S35W. We crossed Recife and Camaragibe cities and caught a small leg in dirt road up to a garbage area entrance, near to the confluence. The dirt road passes only 116 meters to the exact point.

The first try was to get in the fenced garbage area, and to follow a small road in its edge. However, a garbage area employee denied my entrance, especially when I saw that I wanted only to take some pictures. Generally, the Municipalities don’t like someone taking photos of garbage areas.

I followed some meters by car, passed by some tents made of canvas and wood and then I got inside the bush, trying to go closest to the point. With some hardness, I got up to 57 meters close to the exact point. In order to go ahead, I would cross a barbed wire fence, apparently accessing the garbage area, and then I didn’t go. Being less than 100 meters to the exact point is enough to record the visit.

When coming back, I passed beside the tents, under the suspicious eyes of the residents. Generally, this tents beside garbage areas indicated people that try to find some valuable object in the garbage in order to earn some money, a very hard life. But, apparently, this was not the case. The residents have some horses beside the tents and there were also a VW car in front of one of them. Maybe in the past they had caught objects in the garbage area, but at now they found some ways not so hard to earn money (or maybe the Municipality, in some moment, denied the access to the garbage area).

Although the exact place of the confluence is really an ugly place (the garbage area and the tents), the surrounding wasn’t so bad, as dramatized and insistently described by the previous visitor, who in his narrative writes only about extremely poor regions, fear of being robbed, robberies and murders in bus. My impressions of Recife, Camaragibe and the surroundings of the area of the confluence where very calm, very different of that exposed by the other visitor.

After visiting the point, we spent the rest of the day in Recife and in the historical center of Olinda city. This narrative continues on 7S 35W.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão oeste - west view
#3: Visão norte - north view
#4: Visão leste - east view
#5: Visão sul - south view
#6: GPS
#7: Estrada de terra e portaria do lixão - dirt road and garbage area entrance
#8: Confluência 57 metros adiante - confluence 57 meters ahead
#9: Barracos nos arredores do lixão e da confluência - tents in the sorrounding of garbage area and confluence
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)