W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Minas Gerais

5.8 km (3.6 miles) NNW of Anta (Rio de Janeiro), Minas Gerais, Brazil
Approx. altitude: 398 m (1305 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 22°N 137°E

Accuracy: 42 m (137 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: GPS #3: Visão norte - north view #4: Visão leste - east view #5: Visão sul - south view #6: Visão oeste - west view #7: Confluência 700 metros adiante - confluence 700 meters ahead #8: Chiador #9: Rio Paraíba do Sul #10: Chiador

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  22°S 43°W (visit #3)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

12-Jun-2009 --

Esta confluência é a segunda que visitei em uma única viagem. A primeira foi a confluência 21S43W.

No dia seguinte à primeira visita da viagem, saímos cedo de Barbacena, e passaríamos próximo a duas novas confluências, 22S43W e 22S44W. Se houvesse tempo, tentaríamos visitar as duas. A primeira delas localiza-se próximo à pequena cidade de Chiador, muito próximo à divisa com o estado do Rio de Janeiro.

Nós pegamos a BR-040 em direção ao Rio de Janeiro, atravessamos a divisa interestadual e paramos na cidade de Coronel Levy Gasparian, onde abastecemos o carro, tomamos um lanche e pedimos informações a respeito do acesso à cidade de Chiador, que é feito por estrada de terra. Curiosamente, embora a cidade esteja localizada no estado de Minas Gerais, o acesso, feito a partir da BR-040, fica dentro do estado do Rio de Janeiro.

Seguimos mais alguns quilômetros, fizemos o retorno e encontramos a estrada de acesso, localizada ao lado da ponte sobre o rio Paraíba do Sul. Após mais 18 quilômetros em uma estrada de terra em boas condições, chegamos à cidade de Chiador.

A partir desse ponto, nós seguimos a orientação da fotografia de satélite do Google Earth, de alta resolução, que indicava o caminho em estradas de terra até 700 metros do ponto exato. Embora a fotografia de satélite tenha nos ajudado a chegar ao ponto, ela não nos impediu de escolher o pior caminho, com barro, passando por dentro de fazendas e por terrenos muito íngremes. No caminho de volta, já conhecendo melhor a estrada, escolhemos o caminho correto, muito mais fácil.

Paramos o carro na entrada de uma fazenda, a 700 metros em linha reta da confluência. A partir daí, eu decidi percorrer o restante da distância à pé, pois parecia ser uma caminhada fácil. No entanto, não foi bem assim.

Após atravessar a fazenda, cheguei a menos de 400 metros de distância em linha reta do ponto. No entanto, a seta do GPS apontava perpendicularmente à estrada de terra em que eu estava, em direção a uma montanha íngreme e com muito mato, muito difícil de atravessar. Aparentemente, o ponto estava do outro lado. Continuei seguindo a estrada, que contornou a montanha quase que completamente. Ao chegar ao outro lado, no entanto, a distância continuava em cerca de 400 metros, apontando na direção oposta. A subida da montanha, no entanto, parecia bem mais fácil deste lado.

Como a estrada de terra, a partir desse ponto, não dava mais sinais de que poderia se aproximar do local exato da confluência, decidi abandonar a estrada e subir a montanha. Os últimos 100 metros foram os mais difíceis, porque o mato ficava cada vez mais fechado. Ao chegar a 34 metros do ponto exato, com o mato já bem fechado, resolvi parar de caminhar. Já estava dentro do limite de 100 metros.

O visitante anterior afirmou que conseguiu chegar de carro a 40 metros do ponto exato. Achei essa afirmação um tanto estranha, porque a estrada não chega a menos de 300 metros do ponto e a subida do morro não pode ser feita de carro, pelo menos nas condições atuais.

Após a visita, voltei para o carro, com a chuva já começando. Voltamos para a cidade de Chiador, e em seguida para a BR-040. Tomamos um lanche próximo à cidade de Juiz de Fora. Já passava das 17h e ainda tínhamos uma longa viagem pela frente, até Lavras, onde moram meus pais. No caminho, passaríamos perto daquela que poderia ser nossa segunda confluência do dia, a 22S44W, localizada próxima à cidade de Bom Jardim de Minas. No entanto, como a primeira visita do dia demorou demais, quando passamos perto da segunda confluência a noite já havia caído há muito tempo. Chegamos em Lavras às 22h30min, após pegar muita chuva na estrada.

English

12-Jun-2009 --

This is the second visited confluence in only one trip. The first one was the confluence 21S43W.

In the following day after the first confluence visit, we left Barbacena city early in the morning, and we would pass nearby two new confluences, 22S43W and 22S44W. If there were enough time, we would visit both. The first one lays near Chiador city, very close to Minas Gerais - Rio de Janeiro interstate border.

We caught BR-040 Belo Horizonte - Rio de Janeiro highway, crossed interstate border and stopped in Coronel Levy Gasparian city, where we put fuel, took a snack and asked for information about Chiador city access dirt road.

Curiosity, although Chiador city lies in Minas Gerais state, its access road from BR-040 highway begins in Rio de Janeiro state.

We followed some kilometers in highway, turned back and found the access dirt road; near a bridge over Paraíba do Sul River. After 18 kilometers in good conditions dirt road, we arrived in Chiador city.

From this point, we followed Google Earth' high-resolution satellite photo orientation. According to it, dirt roads follow up to 700 meters close to the exact point. Although the satellite photo had helped us to arrive at the closest point, it didn't avoid us to follow by the worst way, with mud, passing inside farms and steep terrains. When we came back to Chiador city, knowing the road, we chose the correct way, much easier.

We stopped the car in front of a farm, 700 meters beeline to the confluence. Then, I decided to continue on foot, due to a small remaining distance, which looked like an easy hike. However, this didn't happen.

After crossing the farm, I was less than 400 meters straight line to the confluence. However, the GPS arrow was pointing perpendicularly to the road where I was, to a very steep mountain, with dense bush, very hard to cross it. Apparently, the point was in the other side. I continued following the road, bypassing the mountain almost completely. When I arrived in the other side, however, the distance was again about 400 meters, and the arrow pointed in opposite direction. In the other way, climbing the mountain at now looks like much easier.

The road apparently didn't go closer to the point, than, I left the road and start the mountain climbing. The last 100 meters was the hardest one, due to a more and more dense bush. When I was 34 meters close to the confluence, inside a very dense bush, I stopped, because I was already inside 100 meters limit.

The previous visitor said that he had gone by car up to 40 meters close to the exact point. I thought this was a weird affirmation, because the dirt road doesn’t approach less than 300 meters close to the point, and the mountain climbing cannot be made by car, at least in current conditions.

After visiting the point, I went back to the car. The rain was starting. We went back to Chiador city, then to BR-040 highway. We took a snack near Juiz de Fora city. It was after 17:00, and there were a long remaining trip, up to Lavras city, where my parents lives. During the trip, we would pass near 22S44W confluence, in Bom Jardim de Minas city, the second planned confluence of the day. But, due to a very long first visit, when we passed near it, it was completely dark. We arrived in Lavras city at 22:30, after a lot of rain in the road.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: GPS
#3: Visão norte - north view
#4: Visão leste - east view
#5: Visão sul - south view
#6: Visão oeste - west view
#7: Confluência 700 metros adiante - confluence 700 meters ahead
#8: Chiador
#9: Rio Paraíba do Sul
#10: Chiador
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)