W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Maranhão

11.7 km (7.3 miles) WNW of São José, Maranhão, Brazil
Approx. altitude: 54 m (177 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 3°N 136°E

Accuracy: 90 m (295 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão sul - south view #3: Visão oeste - west view #4: Visão norte e confluência 88 metros adiante - north view and confluence 88 meters ahead #5: Visão leste - east view #6: GPS #7: Paramos o carro a 600 metros da confluência - we stopped the car 600 meters to the confluence #8: Caminhada até a confluência, parte 1 - hiking to the confluence, part 1 #9: Caminhada até a confluência, parte 2 - hiking to the confluence, part 2 #10: Caminhada até a confluência, parte 3 - hiking to the confluence, part 3

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  3°S 44°W  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English

09-fev-2016 -- Esta narrativa é uma continuação da visita à confluência 3S 45W.

Após a longa viagem de ida, chegamos a São Luís do Maranhão na noite de sábado, dia 6 de fevereiro, e passamos os dois dias seguintes descansando. São Luís é a única dentre todas as nove capitais nordestinas que eu ainda não conhecia.

Na terça-feira, dia 9 de fevereiro, iniciamos nossa viagem de volta para Marabá. Considerando que a distância entre São Luís e Marabá é bem grande (830 quilômetros), considerando que a confluência que pretendíamos visitar na viagem de volta certamente demandaria muito mais tempo do que a confluência da viagem de ida, considerando que na viagem de ida nós chegamos a São Luís às 23 horas, e considerando que no dia seguinte à nossa volta, quarta-feira de Cinzas, eu só trabalharia a partir do meio-dia, nós tomamos a decisão de não fazer toda a viagem de volta em um único dia, parando na estrada, assim que anoitecesse, e retomando na manhã seguinte. Com essa decisão em mente, eu teria mais tranquilidade para fazer a visita à confluência, sem me preocupar com o tamanho do atraso na viagem que esta visita provocaria.

Saímos de São Luís por volta das 6h45min e pegamos a rodovia BR-135. Poucos quilômetros depois, na cidade de Bacabeira, viramos à esquerda e pegamos a rodovia MA-110, que dá acesso aos Lençóis Maranhenses, conhecido destino turístico do estado. Na cidade de Morros, pegamos uma estrada secundária e seguimos até a cidade de Cachoeira Grande.

Em Cachoeira Grande, pegamos uma estrada de terra, que estava em boas condições, e seguimos por mais 12 quilômetros, até pararmos o carro a 600 metros do ponto exato.

Desci do carro e peguei uma trilha de areia que me levou até 230 metros da confluência. Quando a seta do GPS ficou perpendicular à direção em que eu estava caminhando, ainda havia uma mata fechada na direção da confluência. Segui, então, mais alguns metros pela trilha e, para minha sorte, a mata acabou e uma área aberta permitiu uma fácil aproximação.

Atravessei o trecho aberto, peguei uma pequena trilha por dentro de uma outra área fechada, passei por outra área aberta e cheguei a 88 metros da confluência. Não pude me aproximar mais devido a um novo trecho de mata fechada.

Registrei a visita, fiz todo o caminho de volta e, quando peguei novamente a BR-135, já era quase meio-dia. Paramos alguns quilômetros depois para almoçar e seguimos viagem.

Quando anoiteceu, nós estávamos chegando em Açailândia, a cidade que pretendíamos encerrar o dia, após viajarmos por 718 quilômetros. Passamos a noite exatamente no mesmo hotel em que ficamos quando da visita à confluência 5S 47W, em agosto de 2015.

No dia seguinte, retomamos a viagem por volta das 7 horas e percorremos os 243 quilômetros finais da viagem, chegando a Marabá por volta das 10h 30min.

Esta foi uma viagem realmente produtiva, em termos de visitas a confluências. Pela primeira vez, eu visito duas confluências inéditas em uma única viagem. Parece que São Luís do Maranhão, apesar de ser uma capital de estado e uma cidade muito grande, com mais de um milhão de habitantes, não despertou até hoje a atenção de nenhum entusiasta desse hobby de visitar confluências. As duas confluências mais próximas da cidade são de acesso muito fácil e nunca tinham sido visitadas por ninguém.

English

09-Feb-2016 -- This narrative continues from 3S 45W.

After the long trip going to São Luís city, capital of Maranhão state, we arrived there at Saturday night, 6 February, and we spent the two following days resting. São Luís is the only one of all nine capitals of states of Northeast region of Brazil that I didn’t even know.

Tuesday, 9 February, we started our trip back to Marabá city. Considering that the distance between São Luís and Marabá is very big (830 kilometers), considering that the confluence that we intend to visit in the trip back would spend much more time than the confluence going to São Luís, considering that when going to São Luís we arrived there at 23:00, and considering that in the day after our return, quarta-feira de cinzas (Wednesday after Carnival), I would only start to work at noon, we took the decision of don’t make all the trip back in only one day, stopping at the road at nightfall and resuming the trip in the following morning. With this decision in mind, I would have more tranquility to make the visit to the confluence, without concerning about the amount of delay in the trip that this visit would cause.

We left São Luís about 6:45 and caught BR-135 highway. A few kilometers after, in Bacabeira city, we turned left and caught MA-110 highway, which heads to Lençóis Maranhenses, a much known tourist destination of the state, which consists in a complex of sand dunes and lakes. At Morros city, we caught a secondary road and headed to Cachoeira Grande city.

At Cachoeira Grande, we caught a dirt road in good condition, and headed by 12 kilometers, up to stop the car 600 meters to the exact point.

I left the car and caught a sand track that headed up to 230 meters to the confluence. When the GPS arrow turns perpendicular to the direction of the hike, there was still a dense jungle in the direction of the confluence. Then, I follow by some more meters by the track and, to my luck, the jungle runs out and an open area allow me an easy approximation.

I crossed the open area, caught a small track inside other dense jungle, passed by other open area and went up to 88 meters to the confluence. I couldn’t go ahead due to a new dense jungle.

I recorded the visit, made all the way back and, when I caught the BR-135 highway again, it was almost noon. We stopped some kilometers after to have lunch and went ahead.

When the night fell, we were arriving at Açailândia city, where we intended to end the day, after driving by 718 kilometers. We spent the night exactly in the same hotel than in the day of the visit to 5S 47W, in August 2015.

On the following day, we resumed the trip about 7:00 and drove the remaining 243 kilometers, arriving at Marabá about 10:30.

This was a much productive trip, in relation to confluence visits. For the first time, I visited two never visited confluences in only one trip. It looks like São Luís, although it’s a capital of a state and a very big city, with more than 1 million inhabitants, didn’t draw the attention of any confluence hunter. The two nearest confluences to the city, with very easy access, had never visited by anyone.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão sul - south view
#3: Visão oeste - west view
#4: Visão norte e confluência 88 metros adiante - north view and confluence 88 meters ahead
#5: Visão leste - east view
#6: GPS
#7: Paramos o carro a 600 metros da confluência - we stopped the car 600 meters to the confluence
#8: Caminhada até a confluência, parte 1 - hiking to the confluence, part 1
#9: Caminhada até a confluência, parte 2 - hiking to the confluence, part 2
#10: Caminhada até a confluência, parte 3 - hiking to the confluence, part 3
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)