W
NW
N
N
NE
W
the Degree Confluence Project
E
SW
S
S
SE
E

Brazil : Minas Gerais

9.2 km (5.7 miles) SW of Lourenço Prêo, Minas Gerais, Brazil
Approx. altitude: 879 m (2883 ft)
([?] maps: Google MapQuest Multimap world confnav)
Antipode: 15°N 137°E

Accuracy: 8 m (26 ft)
Click on any of the images for the full-sized picture.

#2: Visão oeste - west view #3: Visão norte - north view #4: Visão leste - east view #5: Visão sul - south view #6: GPS #7: Visão nordeste e o carro parado a 175 metros da confluência - northeast view and car stopped 175 meters close to the confluence #8: A estrada de terra passa a 13 metros da confluence - dirt road 13 meters close to the confluence #9: Casa próxima à confluência - house near the confluence #10: Mamonas

  { Main | Search | Countries | Information | Member Page | Random }

  15°S 43°W (visit #2)  

#1: Visão geral - general view

(visited by José Eduardo Guimarães Medeiros)

English version

18-Sep-2010 --

Pelo terceiro mês consecutivo, faço uma viagem grande, embora rápida (consumindo apenas um final de semana) com o objetivo de visitar duas confluências em um único dia. Em julho, visitei as confluências 21S48W em São Paulo e 20S49W no Triângulo Mineiro. E em agosto, visitei as confluências 20S41W e 21S41W no Espírito Santo.

Desta vez, o destino foi o extremo norte de Minas, onde se localiza a confluência 15S43W, uma das duas únicas confluências não visitadas do estado de Minas Gerais. Além dessa, visitei também, na mesma viagem e no mesmo dia, a confluência 16S43W.

Esta viagem teve uma série de coincidências, com relação à viagem do mês passado. Em ambas, meu objetivo era visitar uma confluência jamais visitada, e, aproveitando a mesma viagem, visitar uma outra, localizada imediatamente ao sul da primeira. Em ambas as viagens, a primeira confluência, na verdade, já tinha sido visitada por outra pessoa, mas a visita anterior havia sido recusada, devido à falta de fotografias que mostrassem exclusivamente a região da confluência, sem a interferência de pessoas nas fotos. Em ambas as viagens, a primeira visita (a da confluência inédita), foi bem mais simples, permitindo que a mesma fosse alcançada sem sair do carro. Em ambas as viagens, a segunda confluência foi muito mais difícil, exigiu uma caminhada bem maior, e foi atrapalhada pela grande quantidade de gado na região.

Saí de Belo Horizonte na sexta-feira à noite, às 19h30min, e peguei o ônibus em direção à cidade de Janaúba, chegando lá no sábado às 5h. Tive de esperar por 3 horas até que a agência de aluguel de carros abrisse e eu pegasse o carro que eu tinha reservado.

Por volta de 8h, pego o carro e sigo a BR-122 em direção ao norte, cada vez mais próximo da divisa com o estado da Bahia. O destino era a pequena cidade de Mamonas, que fica a 10 km da confluência.

A região norte de Minas é caracterizada pela caatinga, vegetação típica de todo o nordeste brasileiro, extremamente seca, especialmente nesta época do ano. De fato, em toda a paisagem mostrada nas fotos desta e da outra confluência desta viagem, é possível ver que a vegetação é sempre rasteira, com árvores totalmente sem folhas e com muitos espinhos. Em alguns trechos pude também avistar alguns cactos.

Quando eu estava a 34 quilômetros da divisa com o estado da Bahia, virei à esquerda e peguei o pequeno trecho da estrada de acesso à cidade de Mamonas. Atravessei a cidade e iniciei o trecho de 10 km de estradas de terra, até parar o carro a 175 metros do ponto exato. Havia outra estrada, em piores condições, que passava a 13 metros da confluência, mas achei melhor seguir o restante do trecho a pé.

O ponto exato localiza-se numa região de vegetação seca (como era de se esperar) à beira da estrada e próxima a uma casa. Atravessei uma cerca de arame farpado e zerei o GPS sem dificuldade.

Após esta visita, sobrou apenas uma confluência não visitada no estado de Minas Gerais, a 16S41W, próxima à cidade de Almenara. Esta é, também, a única confluência não visitada da região sudeste do Brasil, se desconsiderarmos as confluências localizadas em alto mar. Infelizmente, esta confluência é distante demais para eu visitar em apenas um final de semana. Vou ter que esperar uma ocasião mais oportuna para tentar uma visita a ela.

Após a visita, segui o caminho de volta, passando novamente por Mamonas e pegando a BR-122 em direção ao sul, com destino à segunda confluência do dia. Esta narrativa continua na visita à confluência 16S43W.

English version

18-Sep -2010 --

In the third consecutive month, I made a long trip, although fast (spending only one weekend) in order to visit two confluences in only one day. In July, I visited 21S48W in São Paulo state and 20S49W in Triângulo Mineiro (a triangle-shaped region in far west of Minas Gerais state). And in August, I visited 20S41W and 21S41W in Espírito Santo state.

At now, my target was the far north of Minas Gerais state, where lies 15S43W confluence, one out of two unvisited confluences of Minas Gerais. Beside this one, I visited, in the same trip and in the same day, the 16S43W one.

This trip has a lot of coincidences in relation to the previous one, made in the previous month. In both trips, my target was to visit a confluence that has never visited before, and, in the same trip, to visit other confluence, located southern of previous one. In both trips, the first confluence, in truth, had already visited before by other person, but the previous visit was rejected due to the lack of clean photographs of confluence region, without people. In both trips, the first confluence (the never visited one) was much easier then the second one, and could be achieved without leaving the car. In both trips, the second confluence was much harder, demanded a bigger hike and was disturbed by the presence of cattle in the way.

I left Belo Horizonte city in Friday evening, at 19:30, and caught the bus up to Janaúba city, arriving at Saturday 5:00. I needed to wait 3 hours until the car rental agency opens.

About 8:00, I caught the car and followed BR-122 highway in northern direction, going closer and closer to the Minas Gerais – Bahia interstate border. My target was Mamonas small city, located 10 km close to the confluence.

The northern region of Minas Gerais stated is characterized by the caatinga vegetation (type of vegetation that only exists in Brazil), typical vegetation of all northeast region of Brazil. This vegetation is extremely dry, especially in this period of the year. In fact, all published photos of this and other confluence shows the creeping vegetation, without leaves and with a lot of thorns. In some places I could see some cacti too.

When I was 34 kilometers close to the Minas Gerais – Bahia interstate border, I turned left and caught the small access road to Mamonas city. I crossed the city and started the 10 km leg in dirt road, up to stop the car 175 meters close to the exact point. There is other road, in worst conditions, that passes 13 meters close to the confluence, but I prefer follow the remaining distance on foot.

The exact point is located in a region of dry vegetation (like expected) in the edge of a road and near a house. I crossed a barbed wire fence and got all GPS zeroes without any difficulty.

After this visit, there is only one unvisited confluence in Minas Gerais state, the 16S41W, located near Almenara city. This is also the only unvisited land-based confluence of Southeast Region of Brazil (group of states including Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo and Rio de Janeiro). Unfortunately, this confluence if too far to visit in only one weekend. Then, I need to wait for a more convenient opportunity to trying visit it.

After this visit, I came back by the same way, passing by Mamonas city again, and catching BR-122 highway in southern direction, to the second visit of the day. This narrative continues on 16S43W visit.


 All pictures
#1: Visão geral - general view
#2: Visão oeste - west view
#3: Visão norte - north view
#4: Visão leste - east view
#5: Visão sul - south view
#6: GPS
#7: Visão nordeste e o carro parado a 175 metros da confluência - northeast view and car stopped 175 meters close to the confluence
#8: A estrada de terra passa a 13 metros da confluence - dirt road 13 meters close to the confluence
#9: Casa próxima à confluência - house near the confluence
#10: Mamonas
ALL: All pictures on one page (broadband access recommended)